Escadense morto por agentes do DOPS em 1972

dops_escadaPor Edmundo Fernandes

A Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara, instituída pela Lei Estadual nº 14.688, de 1º de junho de 2012, em um de seus primeiros esclarecimentos sobre violações de direitos humanos em Pernambuco, inclui um escadense na lista de vítimas.

José Inocêncio Pereira, nascido em 16/10/1940, em Escada – PE, filho de Cosma Laurinda de Lima e Manoel Inocêncio Barreto, e casado com Noemia Maria Barreto, foi morto por agentes do DOPS em 5 de novembro de 1972.

Inocêncio era trabalhador rural e tinha participação direta no sindicato da categoria. Segundo informação divulgada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em nota oficial emitida pela Arquidiocese de Olinda e Recife, ele foi morto no Engenho Matapiruma e deixou vários filhos.

Contribuição A Comissão da Verdade solicita a qualquer cidadão ou cidadã que tenha conhecimento de fatos ou documentos, que possam subsidiar os trabalhos, que entre em contato, com a CEMVDHC – Comissão Estadual Memória e Verdade Dom Helder Câmara, sito à Rua Benfica – 133- Madalena – Recife-PE (50.720-001), Telefones:(81) 3183.3186/3153/3151.

Anúncios

Um pensamento sobre “Escadense morto por agentes do DOPS em 1972

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s