TCE julga irregular auditoria na folha da Prefeitura de Escada na gestão de Jandelson Gouveia

imageA Primeira Câmara do Tribunal de Contas, por unanimidade, julgou irregular, na última quinta-feira (24), um processo referente a uma auditoria especial realizada na Prefeitura Municipal de Escada (Mata Sul), a fim de identificar indícios de irregularidades na folha de pagamento da Prefeitura e demais unidades gestoras da administração municipal, referente ao período compreendido entre janeiro de 2009 e maio de 2010, o interessado é o ex-prefeito Jandelson Gouveia da Silva.

De acordo com o voto do relator do processo TC nº1104931-5, conselheiro João Campos, o relatório técnico de auditoria apontou uma série de irregularidades como pagamento a pessoas domiciliadas em outros Estados, servidores com acumulação de cargos, funções, empregos, e aposentadorias, servidor com remuneração inferior ao salário mínimo; admissão de seis servidores durante o período vedado pela legislação eleitoral, entre outras.

O relator determinou ao atual gestor da Prefeitura Municipal de Escada, ou quem vier a sucedê-lo, a proceder à instauração de Tomada de Contas Especial, para fins de identificação dos domicílios dos servidores relacionados pela auditoria, além de comprovação do efetivo exercício das funções, a assiduidade dos referidos servidores e do cumprimento da carga horária de trabalho, e, caso verificada a irregularidade, adotar providências indicadas no relatório de auditoria. Também foi estabelecido que o gestor instaure Processo Administrativo Disciplinar, com vistas à apurar os indícios de acumulação indevida de cargos públicos.

A Coordenadoria de Controle Externo do TCE acompanhará o cumprimento da presente decisão, e enviará cópia do inteiro teor desta deliberação ao Ministério Público de Contas, para as providências que entender cabíveis.

Com informações do Tribunal de Contas de Pernambuco e AVT.

Mary Gouveia se envolve na farra dos shows

imageNo Jornal do Comércio do último domingo (20) foi publicada uma ampla reportagem sobre a farra das emendas para shows nas cidades pernambucanas.

Candidatos à reeleição em sua maioria, deputados destinam R$ 19,3 milhões em emendas ao orçamento 2014 para eventos em suas bases eleitorais.

Para você entender melhor cada parlamentar pode indicar gastos de até R$ 1,3 milhão por ano, o que representa R$ 63,7 milhões do orçamento estadual.

O JC fez um levantamento com base no Diário Oficial do Executivo e constatou  que somente no mês de julho (até o dia 16) foram 102 emendas destinadas para pagamentos de festas durante o período junino.

A deputado Mary Gouveia (foto) que tem base eleitoral em Escada destinou 219,6 mil para 7 shows. No entanto, nenhum desses shows foi realizado no nosso município de Escada, sua principal base eleitoral com 12 mil votos em 2010.

Segundo a reportagem, foram um total de 427 emendas sendo um montante de R$ 19.309.500 milhões de verba pública destinadas a shows desde janeiro 2014 em Pernambuco.

Essa história ainda vai dá muito que falar!

Eduardo Campos participa de carreata em Escada

imageO presidenciável Eduardo Campos (PSB) participou no sábado (19) de grande carreata em Escada, Mata Sul.

A carreata iniciou na entrada da cidade e percorreu as principais ruas do município com bastante entusiasmo e predominância das cores amarelas e vermelhas do PSB.

Na foto, da esquerda para direita, está o anfitrião Lucrécio Gomes, prefeito do município, o candidato a governador Paulo Câmara, o ex-governador Eduardo, o candidato a senador Fernando Bezerra Coelho e o deputado João Fernando Coutinho, todos do mesmo PSB.

Foto: ASCOM PSB